O que é?

O Centro de Convergência é a proposta de uma estratégia inédita no sentido da dinamização e desenvolvimento de meios rurais, um projecto-piloto agregando diferentes disciplinas que se complementam e interagem entre as ciências sociais e de ambiente, a cultura e a arte.

Localiza-se na Freguesia de São Martinho das Amoreiras, concelho de Odemira. Surgiu no contexto da campanha contra a desertificação do GAIA : Grupo de Acção e Intervenção Ambiental, organização não-governamental de ambiente (www.gaia.org.pt) e do seu núcleo do Alentejo, abrangendo agora uma dinâmica de parcerias com organizações locais.

pic_1465_s.jpg centro social net

O Centro de Convergência propõe-se como uma infra-estrutura para indivíduos e organizações com projectos inovadores, dirigidos ao meio ambiente e social local, e como sistema organizativo de carácter aberto e dinâmico, transdisciplinar, não institucional, não partidário e sem hierarquia. É dinamizado por módulos de actividades de longo prazo, garantindo a sustentabilidade da estrutura, admitindo a meio-termo projectos curtos e pontuais.

Os objectivos do projecto centram-se na proposta de alternativas sustentáveis e criativas para o desenvolvimento rural, eficazes no combate à desertificação física e ao despovoamento, apoiando e valorizando a comunidade local, fomentando a deslocação de pessoas da urbe para o campo e facilitando a comunicação entre os dois meios.

Pinturas com Bernardo RodriguesCentro Social da Aldeia Envolvente do Centro Social

O Centro de Convergência propõe novos estilos de vida e de trabalho, em constante criação e adaptação a novas pessoas e novas ideias, tendo por eixo um conjunto de princípios que identificam o projecto. A concepção do Centro de Convergência assenta em cinco pilares: Visão, Modelo de Organização, Infra-estruturas, Módulos de Actividades e Pessoas.

O plano de acção do Centro de Convergência compreende, presentemente, a implementação dos módulos de trabalho de Arte e Ofícios, Turismo Ético, Permacultura, Centro de Internet e biblioteca e Dinamização n’Aldeia das Amoreiras.

aldeia em foto pintura murais CS

8 responses to “O que é?

  1. Pingback: Imperial College Conservation Science| Imperial College Conservation Science

  2. Sandra

    Gostei muito do vosso projecto e vou estar atenta.

  3. Pingback: Mais Cedo ou Mais Tarde - Blogue TSF

  4. Parabéns Pessoal.

    Neste ano de 2009 que será um grande ano no que ao Planeta diz respeito, um muito bem haja pelo vosso esforço de levar a Permacultura até tão longe… aqui tão perto…

    Abraço Grande

    Jorge Crespo

  5. Parabéns Pessoal e um Abraço muito grande neste ano de 2009 que se quer e será um grande ano, pelo menos no que respeita ao Planeta enquanto tal.

    Abraços do Alentejo…mais a norte, no Cabeção

  6. Já tinha ouvido falar da radicação de uma associação de “intervenção social” na Aldeia das Amoreiras (esta última, onde residi até à seis anos atrás e onde não me desloco à mais de um ano), no entanto, não tinha até então entrado contacto com com a vossa obra. Fi-lo agora através do vosso “sítio” quase por acaso, mas movido por alguma nostalgia que se me impôs.

    Foi com grande satisfação, que ao “navegar” pela vossa página da internet verifiquei o impacto que estão a ter no quotidiano dessa localidade em termos de dinamismo sociocultural, o que se reflecte, na interacções sociais entre os autóctones da aldeia e a própria associação, seus membros e visitantes que através desta última aí se deslocam.

    Visto situarmo-nos na actualidade na denominada “era global”, ficam os meus agradecimentos por “levarem o mundo à aldeia e a aldeia ao mundo”. Pois, essa ponte que estão a fazer entre o rural e o urbano é importante para o equilíbrio sociogeográfico e ecológico do território.

    Felicidades.

  7. Ja me tinha decidido a regressar a Portugal, depois de 4 anos em Londres e quase um ano na India, mas voces tem me dado verdadeira vontade de comecar a trabalhar no Alentejo.

    E necessario vivermos em equilibrio com o ambiente e mostrar a sociedade que ter um emprego das 9 as 5 numa cidade que nos suga a energia nao e a unica alternativa.

    Ha alternativas que nos fazem muito mais felizes.

    Boas energias :)
    Vania

    PS: Desculpem a falta de acentos deste teclado.

  8. isabel rosa

    Bom dia e parabens pelo vosso trabalho!
    Acho que devemos incentivar as pessoas a continuarem ligadas á sua terra e a implementarem novas técnicas mais ecologicas e a viverem de forma autosustentável,
    Gostaria de receber informações sobre as vossas actividades e cursos.
    Pretendo frequentar o curso de permacultura que se vai realizar de 31 de Maio a 8 de Junho.
    Boa energia…
    Todo o dia….

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s